segunda-feira, 18 de janeiro de 2016

Em busca

Quase toda a manhã. Um dos bosques da família. Em busca da sebe maior da casa. Duas pequenas centopeias agarram-se às raízes do folhadeiro, parecendo não querer deixá-lo sair do bosque. Como se não tivessem folhadeiro suficiente por lá... Não largam. Vêm comigo, e nem as mãos me cobiçam para umas picadas quase de cócegas. As duas, rainhas das raízes. Imagino que ficarão a conhecer a sebe. Passado um tempo. A sebe enorme. Elas também enormes. Terei de contar com elas nessa altura.











Sem comentários:

Enviar um comentário