domingo, 14 de junho de 2015

Pela tarde fora


Vai pela minha mão,  e é pela tarde fora. O mais pequenino dos meus quatro filhos, de dois anos. Foto inventada pelo mais velho, de dez. Somando as quatro idades dá um número ainda assim inferior a todo o percurso que tenho vindo a fazer, mesmo que sorrateiramente me meta a subtrair alguma coisa do que já vivi. O tempo passa.

domingo, 7 de junho de 2015

No mosteiro


Batalha, ontem. Antes da noite às escuras pelo interior do mosteiro. Duas dezenas de escritores em busca de uma história.